XL Airways para de vender bilhetes
  • Joalisson Costa

XL Airways para de vender bilhetes


A França está perdendo outra companhia aérea. No início deste mês, em 6 de setembro, a Aigle Azur suspendeu todos os seus voos. Existem várias ofertas públicas de aquisição e o destino da companhia aérea será decidido em 27 de setembro. Enquanto essa ainda está inacabada, outra companhia aérea está seguindo seu destino.


Devido a dificuldades financeiras, a XL Airways está parando de vender bilhetes. Embora as notícias não digam especificamente quantos voos serão cancelados, podemos esperar que haverá muitos.


A partir de segunda-feira, dia 23, só serão feitos alguns voos, não havendo certeza sobre quais. Os passageiros devem seguir as informações da companhia nas redes sociais e no site da empresa. A companhia pertence ao grupo XL Leisure. Foi fundada em 1994 e é especializada em voos de longo curso para as ilhas das Caraíbss, Reunião (Oceano Índico), Estados Unidos da América e Bacia do Mediterrâneo. Desde há algum tempo que atravessa um período difícil, com falta de tesouraria. Em agosto passado a administração disse que está à procura de um investidor que pudesse salvar a companhia, tendo os trabalhadores feito, nessa ocasião, um emotivo apelo através das redes sociais, com vista à salvação dos seus postos de trabalho.

Após a apresentação do pedido de insolvência, que contempla a proteção a credores, tendo em vista uma eventual recuperação da empresa, o Tribunal de Comércio de Bobigny realizará na segunda-feira, dia 23 de setembro, uma audiência com as partes, nomeadamente administração e representantes dos credores para análise da situação da empresa e debater as saídas que se apresentam como melhores para proteger os interesses das partes, nomeadamente dos mais de 600 empregados que a companhia tem ao seu serviço.


Eventuais interessados na recuperação da empresa poderão apresentar propostas ao administrador judicial que será, provavelmente nomeado pelo tribunal, até à sexta-feira, dia 27 de setembro.


A XL Airways é a segunda companhia francesa a ir para a bancarrota neste Verão, elevando para cerca de 1.800 o número de profissionais desempregados em França nas últimas semanas.


104 visualizações