FAA investiga possíveis problemas estruturais em aeronaves Boeing 737 NG
  • Joalisson Costa

FAA investiga possíveis problemas estruturais em aeronaves Boeing 737 NG

Um Boeing 737-700 da Southwest Airlines, fez uma rápida descida de 39.000 pés a 22.000 pés para garantir a pressão dentro da cabine.O avião estava fazendo o voo WN1685 que partiu do Aeroporto Internacional de Las Vegas para Aeroporto de Boise, em Idaho, Estados Unidos, em 9 de março de 2020.




Após a descida, o avião continuou seu voo normalmente, até o aeroporto de destino, onde aterrissou sem complicações; Os relatórios iniciais indicam que durante o incidente as máscaras de oxigênio dentro da cabine não caíram . Não foram relatados feridos.


O avião foi inspecionado pelo pessoal de terra, durante o qual uma rachadura de 12 polegadas (30,4 centímetros) foi encontrada na fuselagem do Boeing 737-700, esse achado foi relatado às autoridades da aviação. O avião entrou em instalações de manutenção para reparar o crack, confirmou a companhia aérea.


Funcionários da Administração Federal de Aviação (FAA) iniciarão uma investigação completa após a descoberta da rachadura no avião. As primeiras declarações mencionam que as companhias aéreas devem realizar inspeções nessa área a cada 1.500 voos. A FAA mencionou que é muito cedo para saber se as frequências dessas inspeções devem aumentar.


Por sua vez, um porta-voz da companhia aérea mencionou que todas as aeronaves da Southwest Airlines, incluindo o registro Boeing 737-700 N726SW, passam pelas inspeções necessárias no prazo indicado pelas autoridades.


A porta-voz da Southwest Michelle Agnew disse:

A aeronave não sofreu despressurização rápida, nenhuma máscara foi empregada e a aeronave não precisou de um desvio para manter a segurança do voo. ”

Aparentemente, a Southwest Airlines encontrou rachaduras nessas mesmas áreas em mais dois Boeing 737, durante suas inspeções foram detectados e reparados. Eles também mencionaram que a descoberta dessas rachaduras foi relatada à FAA, conforme relatado pelo The Wall Street Journal. Onde foi apontado que as rachaduras nessa área geralmente são causadas por fadiga ou desgaste nos corpos de alumínio.


O que era rápido, melhorou! Seja exclusivo, cadastre o telefone (83) 98216 1600 e receba as notícias mais lidas do Mega Aviação pelo seu WhastApp. Adicione na sua lista de contato, mande um "OI", e automaticamente você será cadastrado.

172 visualizações